CRISE OU MUDANÇA DE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR?
8 de julho de 2019
CRISE OU MUDANÇA DE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR?

Noss últimos 5 anos temos acompanhado os jornais trazerem cada vez mais a palavra crise. E realmente, desemprego, diminuição de renda e dificuldade em geral de conseguir receita pode ser um fator que afeta profundamente o comportamento do consumidor.

Em um cenário em que está cada vez mais difícil fazer dinheiro, é muito fácil ver pessoas deixando de lado aquilo que antes estava em sua lista de prioridades. E esse é um comportamento lógico!

Não somente, quando associado a inflação, o poder de compra do consumidor diminui ainda mais. Apesar disso, nós empreendedores não devemos perder o ânimo, mas sim prestar ainda mais atenção no mercado e em seu cliente.

Vamos bater um papo sobre isso?

O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR

Não é só a crise, a era da internet está aqui e ela trouxe consigo a sua amiga diversidade. Em outras palavras, se a sua empresa oferece um valor X por um serviço ou produto o consumidor pode facilmente procurar a sua concorrência e fazer um comparativo.

A busca por opções hoje em dia é tão difícil quando abrir uma nova aba do navegador e leva menos de 1 minuto. Antes, era necessário procurar pela cidade um concorrente a fim de fazer um comparativo, algo um tanto desencorajador.

Ou seja, a internet por si só já promoveu uma profunda mudança no comportamento do consumidor. Este procura outro canal de venda, não vai até a loja física a menos que seja vantajoso e é menos fiel.

A CULPA ESTÁ MESMO NA CRISE?

Okay, não precisa me chamar de sensacionalista ainda, mas veja a ideia: a crise não veio sem aviso prévio e os indivíduos não simplesmente param de comprar, suas prioridades mudam.

Não dá para ficar parado vendo o seu negócio sofrer com a “crise”, o primeiro ponto a ser observado é justamente os hábitos que o seu público-alvo está adotando. E você já prestou atenção nisso?

Se nós não estivermos atentos ao que o consumidor precisa nesse cenário, o mesmo não tardará em mudar de opinião. É preciso estar atento a ele e isso implica em monitoramento de redes sociais, angariamento de feedbacks, etc.

O trabalho não acaba durante a crise, ele só fica mais intenso.

CONQUISTANDO O CLIENTE EM TEMPOS CRISE 

O primeiro ponto para continuar conquistando (e mantendo) clientes durante a criseé justamente entender a nova cabeça do consumidor. 

A marca precisa estar presente no dia a dia dos consumidores, mesmo que de forma diminuída. Ou seja, se tornar uma prioridade para o seu cliente é a melhor forma de se manter relevante.

Estratégias para se manter relevante são várias, mas nenhuma será tão eficaz como um bom serviço ao cliente – estar sempre disposto a satisfazê-lo dentro das limitações. A outra mais relevante em minha experiência é deixar sempre claro o valor que acompanha o produto ou serviço para a rotina do mesmo.

Antes de tudo, ele quer gastar menos, sendo assim, apostar em promoções, liquidações e descontos por fidelidade, podem resultar em uma grande diferença! Especialmente porque também será uma forma de continuar presente na vida do consumidor.

Como disse, o trabalho deve ser intensificado durante a crise, pois a sua marca deve continuar relevante. Inovar e estar presente nos meios em que os seus clientes estão é fundamental. 

Tempos de crise demandam uma gestão criativa e que sabe aproveitar as oportunidades. O importante é não deixar essa situação te abalar e enfrenta-la com tudo o que você tem!